A arte da reciclagem a favor da natureza e do homem. Nada se perde tudo se transforma, reciclar é uma transformação benigna e jogá-lo na natureza é uma transformação maligna.
 
 
Pneus podem virar casas – série “Você não sabia, mas existe” (Globo)

Técnica de reutilização de materiais constrói casas mais baratas, seguras e ecologicamente corretas. Elas usam material que iria para o lixo, como pneus velhos.De uns anos para cá, o mundo ganhou uma consciência ambiental nunca vista. Reciclar, reutilizar e reaproveitar são conceitos fundamentais, mas nem sempre é fácil. Esse é o tema da coluna de ciência e tecnologia do Bom Dia, “Você não sabia, mas já existe”.

Nesta quarta-feira (31), a coluna trata do desperdício, ou melhor, como reaproveitar materiais e economizar. O repórter Márcio Gomes está em um canteiro de obras no Rio de Janeiro, para ambientar a reportagem gravada no interior de Goiás. Lá ele conheceu uma técnica de reulização de materiais na construção de casas, mais baratas, seguras e ecologicamente corretas. São casas que usam material que iria para o lixo, como pneus velhos.

Assim, o Brasil construiu um desafio ambiental. O que fazer com os cerca de 40 milhões de pneus que são abandonados todo ano?

Por isso, o Bom Dia foi até Goiatuba, cidade a 170 quilômetros de Goiânia, para ver de perto um projeto que parece mentira.

O trabalho começou em 2003, e agora ele crê que atingiu o máximo da possibilidade de reaproveitamento: a construção de casas.

Tudo começa na separação da borracha e do aço do pneu, partes importantes para montar o alicerce, o início de qualquer projeto.

Pneus de trator e de caminhonete foram fixados ao solo com uma estrutura de aço. Tiras de borracha foram enroladas, formando bobinas. Elas enchem toda a base, junto com treliças de ferro.

Que ninguém se assuste, mas para preencher os espaços vazios é usada uma mistura de cimento e lixo. Tem vidro, plástico, papelão e entulho de obra, que normalmente também termina nos lixões.

O entulho de construção moído já tem areia, brita, cascalho e tem argamassa. Então, aqui foi desenvolvida a forma que funde ela de uma vez, acrescentando uma quantidade de cimento, explica José Neto. E onde está a economia? Em vez de você comprar areia, cascalho, brita, isso tudo, você já está utilizando do lixo que é jogado fora.

Em uma betoneira, todo material vira uma massa ecologicamente correta, que é moldada em formas de metal. Pilares de mais de três metros de altura foram erguidos, vários alicerces montados.

Mas José Neto não queria apenas o alicerce ou mesmo algumas pilastras da casa feitas de lixo e pneu velho, ele queria mais. Por isso, ele decidiu construir, e está quase pronto, um hotel, todo feito de material reciclado. O nome vai ser Pneus Hotel: isso é ecologia, aposta.

Serão 28 quartos. Tudo o que se vê é material reaproveitado. Esse teto aqui foi um forro que eu fiz. Dentro do pneu, foi colocado sucata de isopor, garrafa PET. Para eu fazer o travamento, utilizamos corrente de moto, conta.

Mas será que é realmente seguro um teto ser feito com material que ia ser jogado no lixo?

Tanta confiança também tem um fundo científico. Desde maio, o laboratório da Pontifícia Universidade Católica de Goiás está avaliando o que foi criado em Goiatuba.

A casa construída com esse material reciclado Fica mais barata pelos cálculos que já foi feito. Ela é 40% mais barata do que uma casa convencional”, diz José Dafico Alves.

E pensar que um projeto como esse nasceu da cabeça de um homem que estudou até a 5ª série. Zé Neto não tem vergonha da origem humilde ou do pouco estudo. O que ele não perdoa é a desconfiança.

“Tem dia que, para falar a verdade, eu senti que eu ia bater o escanteio, correr para cabecear para tentar fazer o gol. A realidade é essa. Eu estava jogando sozinho”, comenta o empresário. “Quando o nosso pessoal descobrir o valor que tem esse tipo de lixo, pode ter certeza que muitos vão querer ter a sua moradia em cima desse tipo de lixo. Lixo que eu falo entre aspas, porque pra mim virou um excelente negócio”.

Em uma pequena laje de 80 metros quadrados, são utilizados até 600 pneus, com essa técnica de Goiatuba. Além disso, o empresário José Neto faz questão de frisar que todos os pneus que estão aguardando a hora de serem reutilizados, seja para a recauchutagem ou para a utilização na construção de casas, recebem um tratamento contra a dengue para evitar a proliferação do mosquito.

Durante a reportagem, o repórter Márcio Gomes utilizou uma camisa feita de garrafa PET. Ela é toda moída e vira fibra para tecido. O sapato é feito de couro vegetal e de lona de caminhão. Fonte: Editorial Globo/www.novaconsciencia.com.br

Referência: em Vídeos
_
Compartilhe

20 Comments

  • Luiz Bastos disse:

    Sou engº civil da Codevasf – Cia. de desenvolvimento dos vales do São Francisco e do Parnaíba – e elaboramos alguns projetos de contenção de processos erosivos (para conter o assoreamento do rio com a destruição das barrancas) que usam nas suas estruturas pneus usados.
    Entretanto, por falta de conhecimento de como adquiri-los (em 3 projetos usariamos 1milhão de pneus)a empresa vem desistindo da idéia em substituição por sacos com solo cimento. A intenção é REVITALIZAR O rio São Francisco RECICLANDO pneus velhos.

    Solicito comentários e sugestões (temos projeto usando-os em defletores no rio)

    Luiz

  • Luis Carlos Domingos disse:

    Boa tarde, moro em Cuiaba, e estou com um grupo de amigos nos preparando para idealizar um projeto para reciclagem de pneus velhos. Gostaria de saber sua opinião sobre o assunto, e se possivel me indicar onde consigo comprar as máquinas, e se conseguir montar para onde vender, e também se você tem mais ou mmenos o valor destes produtos. Fico no aguardo de uma resposta sua. Obrigado.

  • Leandro disse:

    Luiz Bastos, sou coordenador de logistica da área de pneus da Viação Itapemirim, deixo acima meu e-mail para contato.

  • waldemiro jose vicente disse:

    Boa tarde,gostaria de reaproveitar pneus para cobertura de jardins,preciso saber sobree máquina de fragmentar pneus?
    Desde já agradeço.
    Miro.

  • junior cruz disse:

    luiz bastos boa tarde ,segue meu e-mail para que possamos conversar a respeito , pois conseguimos a qnt de mercadoria que precisar…jr.acruz@gmail.com

  • João disse:

    gostaria de saber mais sobre maquinarios para reciclagem de pneus como comprar,valor e local onde possa adquirir o que precioso obrigado.

  • robson disse:

    tenho que dar destino em umas 4000 unidades de pneus velhos desposito da pref. santa maria gostaria saber se tens algum lugar sugestivo alem de um aterro sanitario e tamben umas 1000 carcaças de soleira dos pneus parte externa um projeto antigo abandonado tenho transportar fora do pavilhão se voces me ajudão em um transporte, porfavor entrar em contato. email eu retorno

  • EWERTON RIBEIRO disse:

    Gostaria de saber sobre os custos para se abrir uma empresa de reciclagem de pneus (maquinario, processos, exemplificação de planta).

  • José Evangelista Neto disse:

    Bom dia, resido em Teresina, servidor municipal na área limpeza pública e estou idealizando um projeto para reciclagem de pneus inservíveis. Gostaria de saber os prós e contras sobre o assunto e,se possível, me indicar onde consigo comprar as máquinas, e conseguir montar para onde vender, e também se você sabe valor do investimento mínimo aquisição dos maquinários?
    Atenciosamente,
    José Neto

  • Joana Pugas disse:

    Venho por meio deste pedir um orçamento junto com o memorial descrito de uma maquina completa de reciclagem de pneus, eu preciso de uma maquina de médio porte, para reciclar pneus aonde ela separa o aço do pneu, tira o algodão sintético do pneus, e dei 3 tipo de trituração de pneus , matéria prima para asfalto, matéria prima para pneus e matéria prima para tapete e solado de sapato, eu preciso destes dados por que tenho que enviar ao BNDES, junto com um projeto, esta maquina vai ser estalada no Sul do Piauí, espero poder contar com o senhor. de já agradeço pela atenção Cordialmente

    Joana Pugas
    61-9644-6755

  • Joana Pugas disse:

    Se Possivel me envia um Video aonde a maquina esta trabalhando ou seja reciclando o Pneus.

    ObriGADO

    Joana Pugas

  • LUCAS SA disse:

    Cooper Solutions, Inc.

    Somos uma empresa de Reciclagem nos EUA, hojesomos os intermediantes de enormes volumes de plásticos, borrachas (curadas e nãocuradas), têxtil e espumas. Temos acesso para enormes volumes de sucatas depneus aqui nos Estados Unidos da America. Atualmente estamos vendendo nossasucata para China e a Índia.

    Temos interesse deexpandir nosso mercado no Brasil, porque achamos que o custo do frete entre EUAe Brasil he muito mais barato do que mandarmos para a Ásia, gostaríamos de explorar o mercado brasileiroe ver as suas oportunidades.

    Caso a sua empresaesteja interessada, por favor, nos de um telefonema ou mande um email ou fale conosco. Temos brasileiros trabalhandoconosco para que a comunicação seja mais fácil.

    Sem mais,

    Muito obrigado,

    Lucas Sa, CooperSolutions, Inc.

    Grato,

    Lucas Sa

    (031) 3956-1380 fixo ecelular.

    Email: lucas@coopersolutionsinc.com

    Msn: lucaspgsa@hotmail.com

    Skype: LUCAS.P.SA

  • Ivo Bellodi Neto disse:

    Boa noite,moro em Jaboticabal,interior de SP.regiao de muitas Usinas de Açucar,estou interessado na possibilidade de tentar partir para este ramo,pois entao peço a voces,que se possivel me enviem materiais sobre estas maquinas,como funcionam,panta de montagem e mercado para esta borracha reciclada,espero poder contar com os senhores;sem mais de desde ja. gradeço

  • Fábio disse:

    Boa tarde, moro no RJ e estou querendo abrir uma Cooperativa para fazer parcerias.
    Aguardo contato

  • Fábio disse:

    Gostaria de saber sobre os custos para se abrir uma empresa de reciclagem de pneus (maquinario, processos, exemplificação de planta).

  • Pretendo reciclar tiras de borracha mais precisamente tiras de correias transportadoras
    aplicar como solado e triturar e granular preciso informaçoes e maquinas .

  • Empresa especializada em Bobinas de Aço

  • regina disse:

    Fabio eu tbm gostaria de uma parceria e sou do rio de janeiro. podes entrar em contacto comigo se ainda estiveres querendo uma parceria para a cooperativa, obrigada, aguardo resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *